DCM: caso Lula-Mujica é golpe contra Lula 2018

"A campanha contra Lula 2018 produziu mais um capítulo infame. O Globo 'revelou' que Lula teria dito a Pepe Mujica que sabia do mensalão", diz Kiko Nogueira, diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo; "Você precisa de uma dose grande de má fé para enxergar a tal 'confissão' ou o sonhado 'Eu sabia'", completa

"A campanha contra Lula 2018 produziu mais um capítulo infame. O Globo 'revelou' que Lula teria dito a Pepe Mujica que sabia do mensalão", diz Kiko Nogueira, diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo; "Você precisa de uma dose grande de má fé para enxergar a tal 'confissão' ou o sonhado 'Eu sabia'", completa
"A campanha contra Lula 2018 produziu mais um capítulo infame. O Globo 'revelou' que Lula teria dito a Pepe Mujica que sabia do mensalão", diz Kiko Nogueira, diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo; "Você precisa de uma dose grande de má fé para enxergar a tal 'confissão' ou o sonhado 'Eu sabia'", completa (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Kiko Nogueira, diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo considera que a o chamado caso "Lula-Mujica" é o novo atentado da imprensa brasileira contra a eventual candidatura presidencial de Lula em 2018.

Eis um trecho de seu artigo no DCM:

A campanha contra Lula 2018 produziu mais um capítulo infame. O Globo “revelou” que Lula teria dito a Pepe Mujica que sabia do mensalão. A história teria sido tirada da recém-lançada biografia de Mujica, “Una oveja negra al poder”, dos jornalistas uruguaios Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz.

O trecho que serviu para esquentar a matéria desmente a manchete. Hove uma reunião em Brasília nos primeiros meses de 2010. Segue o que se passou:

‘Lula não é um corrupto como Collor de Mello e outros ex-presidentes brasileiros’, disse-nos Mujica, ao falar do caso. Ele contou, além disso, que Lula viveu todo esse episódio com angústia e com um pouco de culpa. ‘Neste mundo tive que lidar com muitas coisas imorais, chantagens’, disse Lula, aflito, a Mujica e [o vice] Astori, semanas antes de eles assumirem o governo do Uruguai. ‘Essa era a única forma de governar o Brasil’, se justificou. Os dois tinham ido visitá-lo em Brasília, e Lula sentiu a necessidade de esclarecer a situação.

A frase sobre “a única forma de governar o Brasil” é um complemento daquela sobre “as coisas imorais, chantagens”. Você precisa de uma dose grande de má fé para enxergar a tal “confissão” ou o sonhado “Eu sabia”.

Leia a íntegra no DCM.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247