Depois de Israel, Palestina também analisa fechamento total devido ao aumento da Covid-19

A comissão criada para enfrentar a pandemia está considerando todos os cenários e não exclui o lockdown

Palestinos contam com apoio da ONU para enfrentar epidemia em meio ao cerco israelense
Palestinos contam com apoio da ONU para enfrentar epidemia em meio ao cerco israelense (Foto: Prensa Latina)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Se a previsão de aumento de casos de contaminação por coronavírus se confirmar ao longo desta semana, será determinada a paralisação de todas as atividades comerciais e educacionais.

O porta-voz do Ministério do Interior da Autoridade Palestina, Ghassan Nemer, disse neste domingo (13) que o país poderia retornar a um fechamento total devido ao aumento nos casos de Covid-19, informa a Telesul.

Nemer disse que apesar do aumento das infecções, no momento a comissão apenas recomendará a implementação e controle mais rigoroso dos protocolos de segurança, que incluem o cumprimento da quarentena em algumas aldeias, cidades e campos de refugiados.

Ghassan Nemer especificou que "no caso de um novo fechamento total, isto traria repercussões que vão causar a retração da economia, bem como o fechamento de escolas".

Em relação aos centros educacionais, a Autoridade Palestina determinou o fechamento de 131 escolas devido à disseminação do novo coronavírus em suas instalações.

O porta-voz do Ministério da Educação, Ehab Shukri, disse que a situação epidemiológica nas escolas está sob controle e as escolas permanecerão abertas a alunos e professores.

De acordo com as autoridades de saúde, o último balanço diagnosticou 39.510 infecções de meados de março até o momento, 881 delas neste domingo, enquanto 250 pacientes morreram da doença.

Na Faixa de Gaza também tem ocorrido aumento do número de casos de Covid-19.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247