Discurso de Trump teve estilo nazista, diz Maduro

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, fez um discurso de "estilo nazista" por pensar que pode dar ordens aos militares venezuelanos. o discurso foi pronunciado nesta segunda-feira (18), em Miami. durante um evento recente em Miami

Discurso de Trump teve estilo nazista, diz Maduro
Discurso de Trump teve estilo nazista, diz Maduro

247, com Sputnik - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, fez um discurso de "estilo nazista" por pensar que pode dar ordens aos militares venezuelanos. O discurso foi pronunciado nesta segunda-feira (18), em Miami. durante um evento recente em Miami.

"Hoje Donald Trump esteve em Miami, com uma retórica cansada, questionando o direito de nosso país livre adotar as ideias do socialismo humano, cristão, do nosso socialismo, quase como um discurso de estilo nazista, para proibir as ideologias [...] quer proibir a diversidade política e quer impor o pensamento único", afirmou Maduro na mesma segunda-feira (18).

O presidente dos EUA pediu aos militares venezuelanos que retirem seu apoio a Maduro e aceitem o autoproclamado "presidente interino", Juan Guaidó, para receberem uma anistia ou "perderão tudo".

"Se você escolher este caminho [apoiar Maduro], você não encontrará nenhum porto seguro, nenhuma saída fácil e nenhuma saída. Você perderá tudo", disse Trump em seu discurso perante imigrantes venezuelanos na Universidade de Miami.

O presidente venezuelano, por sua vez, acusou Trump de pretender dar ordens às Forças Armadas venezuelanas.

"É uma ofensa à dignidade, um vexame às Forças Armadas Nacionais Bolivarianas, como eu disse ao general Vladimir Padriño López, ministro da Defesa. Ele está autorizado a responder com toda a moral de nossa Força Armada Nacional Bolivariana", acrescentou Maduro.

O mandatário fez essas declarações durante um Conselho de Tecnologia, no qual o governo ofereceu um pagamento especial para os cientistas inscritos no programa.

Durante seu discurso, Maduro disse que "a Venezuela tem seu melhor exército, seu melhor defensor, em seus cientistas", e ressaltou a importância de articular um programa entre farmacêuticos e profissionais de saúde para produzir os medicamentos necessários para o país.

A tensão política na Venezuela aumentou desde que em 23 de janeiro, Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e líder da oposição, se autoproclamou presidente interino da Venezuela.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247