EI reivindica atentado com 34 mortos em escola em Cabul

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria de um ataque contra uma escola em um bairro de maioria xiita de Cabul, que deixou pelo menos 34 mortos e 56 feridos; a agência "Amaq", vinculada ao EI, identificou o autor do atentado como o "irmão mártir" Abdulrauf al Jorasani, em comunicado difundido pelo Telegram - autenticidade não pôde ser comprovada.

EI reivindica atentado com 34 mortos em escola em Cabul
EI reivindica atentado com 34 mortos em escola em Cabul (Foto: REUTERS-Mohammad Ismail)

Agência EFE - O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta quinta-feira a autoria de um ataque contra uma escola em um bairro de maioria xiita de Cabul, que deixou ontem pelo menos 34 mortos e 56 feridos.

A agência "Amaq", vinculada ao EI, identificou o autor do atentado como o "irmão mártir" Abdulrauf al Jorasani, em comunicado difundido através do Telegram, cuja autenticidade não pôde ser comprovada.

O terrorista detonou um colete com explosivos em uma "escola de apóstatas renegados", palavras com as quais o grupo jihadista se refere habitualmente à comunidade xiita, minoritária no Afeganistão.

Segundo a nota do órgão de propaganda do EI, o atentado causou mais de 200 vítimas entre mortos e feridos.

O Governo afegão corrigiu hoje de 48 para 34 o número de mortos no ataque suicida, depois de detectar que algumas vítimas foram contadas duas vezes.

O atentado aconteceu no começo da tarde de ontem quando um insurgente detonou os explosivos dentro da escola, na qual estavam naquele momento centenas de alunos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247