Em audiência com pacifistas, Bashar Assad defende segurança e justiça para o mundo

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, recebeu nesta quarta-feira (31) uma delegação do Conselho Mundial da Paz (CMP) encabeçada por sua presidenta, a brasileira Socorro Gomes, e da Federação Mundial da Juventude Democrática (FMJD), liderada por seu presidente, Iakos Tofar

Em audiência com pacifistas, Bashar Assad defende segurança e justiça para o mundo
Em audiência com pacifistas, Bashar Assad defende segurança e justiça para o mundo

247, com Resistência - O presidente da Síria, Bashar al-Assad, recebeu nesta quarta-feira (31) uma delegação do Conselho Mundial da Paz (CMP) encabeçada por sua presidenta, a brasileira Socorro Gomes, e da Federação Mundial da Juventude Democrática (FMJD), liderada por seu presidente, Iakos Tofari.

O presidente Assad agradeceu pela defesa da Síria feita pelas duas entidades e sua constante solidariedade com o povo sírio desde o início da guerra, e considerou que os princípios e os objetivos nos quais o Conselho Mundial da Paz se baseia podem contribuir para a criação de um mundo com mais segurança e justiça para as futuras gerações.

Assad considerou que a importância do CMP e da FMJD está no apego aos seus princípios quando se trata de defender a verdade e plasmar o princípio da paz em um mundo em que as políticas internacionais estão apoiadas nas mentiras e no engano dos povos.

O líder sírio assinalou que o mundo necessita de mais organizações como o CMP e a FMJD, tendo em conta que muitas organizações internacionais se transformaram em ferramentas para minar a estabilidade, encobrir as guerras e impulsionar a destruição em vez de trabalhar para blindar a paz e a estabilidade internacionais.

"Defender os princípios tem um preço e nós na Síria pagamos um preço muito alto para poder preservar nossa pátria e a independência de nossa decisão", ressaltou o mandatário, acrescentando que quando os princípios são realistas e baseados nos interesses dos povos, os mesmos podem constituir uma base sólida diante dos interesses estreitos de alguns países ocidentais que não duvidam em atiçar as guerras para alcançar seus próprios interesses utilizando a ideologia extremista que foi promovida pelo governo estadunidense desde o início dos anos 1980, a ignorância e a pobreza.

Por sua parte, a presidenta do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, denunciou os crimes cometidos pelo imperialismo contra o povo sírio, reiterando a determinação de sua organização a desmascarar perante todo o mundo a realidade da guerra terrorista levada a efeito contra a Síria.

Por sua vez, o presidente da Federação Mundial da Juventude Democrática, Iakos Tofari, disse que a realização de reuniões do Comitê Executivo de sua entidade em Damasco é uma clara mensagem de solidariedade com o povo sírio e com sua capacidade de reconstruir sua pátria.

O presidente do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), Antonio Barreto, a diretora nacional do Cebrapaz, Moara Crivelente, e a coordenadora do núcleo da entidade na Bahia, Ivone Souza, também participaram da audiência com o presidente sírio.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247