Em meio ao avanço da pandemia, prefeito e governador de Nova Iorque divergem sobre reabertura de escolas

O prefeito e o governador de Nova Iorque demonstraram publicamente que divergem da suspensão do ano letivo. O goivernador dasautorizou o prefeito e disse que o ano letivo está mantido

(Foto: REUTERS/Brendan Mcdermid)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A política de combate ao avanço da pandemia enfrenta uma divergência em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Isso porque o prefeito, Bill De Blasio, e o governador do estado, Andrew Cuomo,  divergiram sobre quando as escolas da cidade devem voltar às aulas.

Neste sábado, o prefeito anunciou o fechamento de todas as escolas públicas da cidade até o fim do ano letivo e a abertura do novo ano escolar, em setembro.

"Ter que dizer que não podemos trazer nossas escolas de volta durante o restante deste ano letivo é doloroso, mas também posso dizer que é a coisa certa a se fazer", afirmou o prefeito, em entrevista coletiva.

Ele disse que a decisão de fechar as 1,8 mil escolas públicas da cidade para conter a propagação da doença, foi tomada depois de conversar com o epidemiologista Anthony Fauci, principal consultor científico do governo.

O prefeito prometeu a distribuição de 240 mil computadores com internet até o fim de abril para garantir que todos possam ter aulas à distância.

A medida não agradou o governador que em poucas horas desmentiu o anúncio do prefeito, dizendo que não havia decisão sobre o fechamento das escolas, e que o prefeito não tinha poder para tomar uma decisão unilateral.

"É minha a autoridade legal nessa situação", disse o governador. A divergência acontece no momento em que a pandemia atinge 500 mil infectados nos EUA, tendo o estado de Nova Iorque como epicentro, com 7.844 mortes, quase metade do total, com quase 170 mil casos confirmados.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247