Época: EUA usaram espionagem na Cúpula das Américas

Segundo a publicação, o atual embaixador americano em Brasília, Thomas Shannon, recebeu mais de 100 relatórios da NSA sobre a região: “(Os relatórios) nos deram uma compreensão profunda sobre os planos e intenções de outros participantes da cúpula e garantiram que nossos diplomatas estivessem bem preparados para aconselhar o presidente Obama e a secretária Clinton sobre como lidar com questões controversas, tais como Cuba, e interagir com contrapartes difíceis, como o presidente venezuelano, Hugo Chávez”, escreveu em carta ao diretor da NSA, general Keith Alexander

www.brasil247.com - Época: EUA usaram espionagem na Cúpula das Américas
Época: EUA usaram espionagem na Cúpula das Américas (Foto: � Ho New / Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – A rede de espionagem criada pelos Estados Unidos foi usada pelo governo de Barack Obama durante a 5ª Cúpula das Américas, em 2009, realizada em Trinidad e Tobago.

Em um documento ultrassecreto da Agência de Segurança Nacional (NSA), revelado pela revista Época, o atual embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, agradece e parabeniza o diretor da NSA, general Keith Alexander, pelas “excepcionais” informações obtidas numa ação de vigilância de outros países do continente.

No ofício, de 19 de maio de 2009 - sete meses antes de ser nomeado embaixador no Brasil - ele ocupava o cargo de secretário-assistente de Estado e respondia à então secretária, Hillary Clinton, e recebeu mais de 100 relatórios da NSA.

“(Os relatórios) nos deram uma compreensão profunda sobre os planos e intenções de outros participantes da cúpula e garantiram que nossos diplomatas estivessem bem preparados para aconselhar o presidente Obama e a secretária Clinton sobre como lidar com questões controversas, tais como Cuba, e interagir com contrapartes difíceis, como o presidente venezuelano, Hugo Chávez”, escreveu Shannon.

PUBLICIDADE

“Nosso novo governo estava determinado a construir uma relação produtiva e positiva com nossos vizinhos, enquanto nossos rivais na região estavam igualmente determinados a nos constranger e desacreditar. Tivemos êxito e nossos rivais fracassaram, e nosso sucesso se deve, em boa medida, às informações abundantes, detalhadas e no tempo certo que vocês forneceram”, concluiu.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email