Equador deve eleger sucessor de Correa neste domingo

Os centros eleitorais do Equador estão abertos neste domingo (19) para receber os votos dos cidadãos que vão eleger o sucessor do presidente Rafael Correa, Lenín Moreno, da Alianza País, além de 137 parlamentares da Assembleia Nacional e cinco representantes para o Parlamento Andino; os principais desafiantes de Moreno são o banqueiro Guillermo Lasso e a deputada da oposição Cynthia Viteri

Os centros eleitorais do Equador estão abertos neste domingo (19) para receber os votos dos cidadãos que vão eleger o sucessor do presidente Rafael Correa, Lenín Moreno, da Alianza País, além de 137 parlamentares da Assembleia Nacional e cinco representantes para o Parlamento Andino; os principais desafiantes de Moreno são o banqueiro Guillermo Lasso e a deputada da oposição Cynthia Viteri
Os centros eleitorais do Equador estão abertos neste domingo (19) para receber os votos dos cidadãos que vão eleger o sucessor do presidente Rafael Correa, Lenín Moreno, da Alianza País, além de 137 parlamentares da Assembleia Nacional e cinco representantes para o Parlamento Andino; os principais desafiantes de Moreno são o banqueiro Guillermo Lasso e a deputada da oposição Cynthia Viteri (Foto: Gisele Federicce)

Da Agência Telam

Os centros eleitorais do Equador estão abertos neste domingo (19) para receber os votos dos cidadãos que vão eleger o sucessor do presidente Rafael Correa, 137 parlamentares da Assembleia Nacional e cinco representantes para o Parlamento Andino. As informações são da Agência Telam.

Um total de 12,8 milhões de eleitores estão aptos a votar nestas eleições, nas quais também vão responder a uma consulta popular sobre a iniciativa do governo que busca proibir que qualquer ocupante de cargo público tenha ativos em paraísos fiscais.

A votação será encerrada às 17h, no horário local (19h, no horário de Brasília) e a estimativa é que os primeiros resultados parciais sejam divulgados a partir das 20h horas no horário local (22h, no horário de Brasília).

Lenín Moreno, da Alianza País, chega às eleições como favorito nas pesquisas com promessas de continuar a obra que iniciou o atual presidente Rafael Correa, em março de 2007. Mas a diferença atribuída a ele nas pesquisas não parece suficiente para assegurar a vitória em primeiro turno.

Os principais desafiantes de Moreno são o banqueiro Guillermo Lasso e a deputada da oposição Cynthia Viteri.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247