Estados Unidos acusam Rússia de planejar ataque à Ucrânia a partir de Belarus

Governo russo nega a intenção de atacar a Ucrânia

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


WASHINGTON, TASS – Os próximos exercícios militares conjuntos russo-bielorrussos podem permitir que a Rússia ataque a Ucrânia pelo norte, disse um alto funcionário do Departamento de Estado dos EUA em um briefing.

"Os relatos de movimentos de tropas russas em direção à Bielorrússia, que estão supostamente sob os auspícios de exercícios militares conjuntos programados regularmente, são preocupantes", ressaltou. "O momento é notável e, claro, levanta preocupações de que a Rússia possa pretender estacionar tropas na Bielorrússia sob o pretexto de exercícios militares conjuntos para potencialmente atacar a Ucrânia pelo norte. Acredito que a cumplicidade da Bielorrússia em tal ataque seria completamente inaceitável para bielorrussos, e para muitos dentro do regime, bem como para nós e nossos aliados e parceiros. E nós transmitimos nossas preocupações às autoridades bielorrussas em particular", acrescentou o diplomata.

Segundo ela, um exercício normal exige notificação com 42 dias de antecedência se for cerca de 9.000 soldados, mas com 13.000, exige observadores internacionais. "Isso é o que o normal parece, o que é algo totalmente diferente", observou o funcionário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Há muitas coisas preocupantes acontecendo na Bielorrússia agora. E não pode haver dúvida sobre o papel da Bielorrússia como um ator cada vez mais desestabilizador na região", enfatizou o alto funcionário do Departamento de Estado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As autoridades dos EUA estão preocupadas que projetos de emendas constitucionais possam indicar os planos da Bielorrússia de abrigar armas convencionais e nucleares da Rússia, observou ela.

"As mudanças propostas à Constituição incluem linguagem que pode ser interpretada como abrindo caminho para a Rússia guarnecer forças em território bielorrusso", disse ela. "Esses projetos de mudanças constitucionais podem indicar os planos de Belrus de permitir que forças convencionais e nucleares russas fiquem estacionadas em seu território", acrescentou o diplomata.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A agência de notícias BelTA da Bielorrússia informou na terça-feira que o presidente do país, Alexander Lukashenko, havia confirmado que um referendo constitucional nacional ocorreria em fevereiro. Um rascunho da Constituição alterada do país foi divulgado em 27 de dezembro. As emendas à Constituição esclarecerão os poderes do chefe de Estado, do governo e do parlamento. Além disso, a Assembleia Popular da Bielorrússia receberá poderes adicionais.

"A discussão sobre armas nucleares na Bielorrússia foi iniciada por Lukashenko em novembro", disse o funcionário do Departamento de Estado dos EUA, acrescentando que "todos devemos prestar atenção" a essas declarações.

O chefe do Departamento de Cooperação Militar Internacional do Ministério da Defesa da Bielorrússia, Oleg Voinov, disse em um briefing para adidos militares na terça-feira que os exercícios bielorrussos-russos da Union Resolve 2022 ocorreriam na Bielorrússia de 10 a 20 de fevereiro como parte de uma inspeção da resposta do Estado da União forças.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, disse anteriormente que a Rússia havia explicado aos EUA durante as recentes consultas em Genebra que Moscou não tinha nenhuma intenção de atacar a Ucrânia. Ele acrescentou que a Rússia continuará realizando exercícios militares em seu território, apesar das objeções da OTAN.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email