EUA adotam sanções contra membros do Partido Comunista da China

EUA adotaram sanções contra autoridades chinesas alegando preocupação com a situação em Hong Kong e violações dos direitos humanos. Sanções consistem em restrições de vistos para membros do Partido Comunista chinês

Bandeiras dos EUA e da China
Bandeiras dos EUA e da China (Foto: REUTERS/Aly Song)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Os Estados Unidos anunciaram hoje (26) a adoção de sanções contra autoridades chinesas alegando preocupação com a atual situação em Hong Kong e com a questão dos direitos humanos no país asiático.

Washington vem pressionando Pequim por conta dos planos chineses de introduzir uma legislação contra a traição e outras atividades relacionadas à soberania nacional em Hong Kong, território que pertence à China mas que goza de ampla autonomia, inclusive com leis específicas.

As sanções anunciadas nesta sexta-feira pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, consistem em restrições de vistos para membros do Partido Comunista da China que os EUA consideram responsáveis, diretamente ou indiretamente, por "minar o alto grau de autonomia de Hong Kong".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247