EUA confirmam 1ª morte ligada ao vírus da zika

Autoridades dos Estados Unidos confirmaram a primeira morte no país relacionada à infecção do vírus da zika; a vítima, morta no fim de junho, era uma pessoa idosa e também sofria de outras doenças; o paciente infectado vivia em Salt Lake County, no estado norte-americano de Utah

reg. 004-15 ICB IV Cientistas do Instituto Pasteur de Dakar, Senegal estão no Brasil para ajudar pesquisadores brasileiros a combater Zika Vírus. Mosquitos Aedes aegypti no laboratório de Espectrometria de Massa. 08/01/2016 Foto Marcos Santos
reg. 004-15 ICB IV Cientistas do Instituto Pasteur de Dakar, Senegal estão no Brasil para ajudar pesquisadores brasileiros a combater Zika Vírus. Mosquitos Aedes aegypti no laboratório de Espectrometria de Massa. 08/01/2016 Foto Marcos Santos (Foto: Valter Lima)

247 - Autoridades dos Estados Unidos confirmaram a primeira morte no país relacionada à infecção do vírus da zika. A vítima, morta no fim de junho, era uma pessoa idosa e também sofria de outras doenças.

O paciente infectado vivia em Salt Lake County, no estado norte-americano de Utah. A vítima contraiu o vírus enquanto viajava para uma área com surto de zika, mas as autoridades não divulgaram o nome da região, nem o sexo do paciente.

A vítima tinha os sintomas clássicos do vírus da zika, incluindo febre, conjuntivite e erupções na pele. Autoridades de Utah se recusaram a fornecer mais informações sobre o paciente e para onde viajou, citando leis sanitárias de privacidade.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247