EUA enviaram mercadorias vencidas nas cargas de 'ajuda humanitária'

A "ajuda humanitária" que Washington pretendia enviar à Venezuela continha medicamentos fora de prazo e comida vencida, disse o embaixador venezuelano na Rússia, Carlos Rafael Faría Tortosa

EUA enviaram mercadorias vencidas nas cargas de 'ajuda humanitária'
EUA enviaram mercadorias vencidas nas cargas de 'ajuda humanitária'

247, com Sputnik - A "ajuda humanitária" que Washington pretendia enviar à Venezuela continha medicamentos fora de prazo e comida vencida, disse o embaixador venezuelano na Rússia, Carlos Rafael Faría Tortosa.

"É de acrescentar que os EUA estão nos enviando produtos que ninguém inspecionou. Fontes nos disseram que as caixas continham alimentos vencidos e medicamentos fora de prazo e inutilizáveis", disse Tortosa ao jornal russo Izvestia.

O embaixador revelou que nenhuma organização responsável pela inspeção de caminhões com ajuda humanitária, incluindo o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, inspecionou a ajuda humanitária americana.

Faría Tortosa sublinhou que a Venezuela não rejeitou ajuda humanitária estrangeira em geral. Por exemplo, ela aceitou sete toneladas de medicamentos da Rússia porque o governo venezuelano está certo de que essa ajuda foi prestada sinceramente, sem "armadilhas".

No sábado (23), a oposição venezuelana tentou forçar a entrada na Venezuela, a partir do Brasil e da Colômbia, a chamada ajuda humanitária que inclui medicamentos e alimentos dos EUA e outros países. As autoridades venezuelanas rejeitaram as entregas da ajuda patrocinada pelos EUA e afirmaram que as declarações sobre a "crise humanitária" se destinam a justificar a invasão da Venezuela.

A crise na Venezuela se agravou em 23 de janeiro, quando o líder da oposição, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247