EUA enviaram mercadorias vencidas nas cargas de 'ajuda humanitária'

A "ajuda humanitária" que Washington pretendia enviar à Venezuela continha medicamentos fora de prazo e comida vencida, disse o embaixador venezuelano na Rússia, Carlos Rafael Faría Tortosa

www.brasil247.com - EUA enviaram mercadorias vencidas nas cargas de 'ajuda humanitária'
EUA enviaram mercadorias vencidas nas cargas de 'ajuda humanitária'


247, com Sputnik - A "ajuda humanitária" que Washington pretendia enviar à Venezuela continha medicamentos fora de prazo e comida vencida, disse o embaixador venezuelano na Rússia, Carlos Rafael Faría Tortosa.

"É de acrescentar que os EUA estão nos enviando produtos que ninguém inspecionou. Fontes nos disseram que as caixas continham alimentos vencidos e medicamentos fora de prazo e inutilizáveis", disse Tortosa ao jornal russo Izvestia.

O embaixador revelou que nenhuma organização responsável pela inspeção de caminhões com ajuda humanitária, incluindo o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, inspecionou a ajuda humanitária americana.

Faría Tortosa sublinhou que a Venezuela não rejeitou ajuda humanitária estrangeira em geral. Por exemplo, ela aceitou sete toneladas de medicamentos da Rússia porque o governo venezuelano está certo de que essa ajuda foi prestada sinceramente, sem "armadilhas".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No sábado (23), a oposição venezuelana tentou forçar a entrada na Venezuela, a partir do Brasil e da Colômbia, a chamada ajuda humanitária que inclui medicamentos e alimentos dos EUA e outros países. As autoridades venezuelanas rejeitaram as entregas da ajuda patrocinada pelos EUA e afirmaram que as declarações sobre a "crise humanitária" se destinam a justificar a invasão da Venezuela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A crise na Venezuela se agravou em 23 de janeiro, quando o líder da oposição, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email