EUA fazem mais ameaças e promovem sanções contra a Síria

Os Estados Unidos estão aumentando as sanções contra a Síria, intensificando o bloqueio comercial e econômico e promovendo um cerco militar com bases em sete países do Oriente Médio

EUA fazem mais ameaças e promovem sanções contra a Síria
EUA fazem mais ameaças e promovem sanções contra a Síria
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Prensa Latina - Os Estados Unidos estão aumentando as sanções contra a Síria, intensificando o bloqueio comercial e econômico e promovendo um cerco militar com bases em sete países do Oriente Médio.

O governo de Donald Trump mantém e reforça 12 centros militares de respaldo às chamadas Forças Democráticas Sírias (FDS), no norte da província da Hasaka e a de Ao Tanef, junto à fronteira sudeste com o Iraque e Jordânia.

Igualmente, bloqueia os fornecimentos de petróleo e seus derivados aos portos sírios, pressiona o Líbano nesse sentido e respalda os constantes processos de colonização no território de Golã, ocupado pelo regime de Israel desde 1967.

A mais recente decisão de Washington para justificar essas medidas é repetitiva e contraria o direito internacional. Os EUA usam como pretexto antigas acusações à Síria, de que esta apoia as organizações terroristas, e representa uma ameaça incomum e extraordinária para a segurança nacional, a política externa e a economia dos Estados Unidos.

O cerco contra Síria está voltado contra o Irã e Rússia e implica a curto e médio prazo uma agudização das tensões no Oriente Médio.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247