EUA fecham consulado da Rússia em San Francisco

"No âmbito da reciprocidade, invocada pela parte russa, exigimos que o governo russo feche seu Consulado Geral em São Francisco, e  anexo da chancelaria em Washington, bem como um anexo consular na cidade de Nova York; essas medidas precisarão ser realizados até o dia 2 de setembro", informou o comunicado

"No âmbito da reciprocidade, invocada pela parte russa, exigimos que o governo russo feche seu Consulado Geral em São Francisco, e  anexo da chancelaria em Washington, bem como um anexo consular na cidade de Nova York; essas medidas precisarão ser realizados até o dia 2 de setembro", informou o comunicado
"No âmbito da reciprocidade, invocada pela parte russa, exigimos que o governo russo feche seu Consulado Geral em São Francisco, e  anexo da chancelaria em Washington, bem como um anexo consular na cidade de Nova York; essas medidas precisarão ser realizados até o dia 2 de setembro", informou o comunicado (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik News - Os EUA, em resposta às recentes medidas de Moscou, exigem o fechamento, no dia 2 de setembro, o consulado da Rússia em São Francisco, e duas propriedades diplomáticas em Washington e Nova York, segundo um comunicado do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

"No âmbito da reciprocidade, invocada pela parte russa, exigimos que o governo russo feche seu Consulado Geral em São Francisco, e  anexo da chancelaria em Washington, bem como um anexo consular na cidade de Nova York. Essas medidas precisarão ser realizados até o dia 2 de setembro", informou o comunicado.

Os Estados Unidos reduziram o número de seus funcionários na Embaixada dos EUA na Rússia em 455 pessoas, conforme solicitado por Moscou em julho, em retaliação à expulsão de 35 diplomatas russos e às novas sanções contra a Rússia, aprovadas pelo Congresso dos EUA, explicou o Departamento de Estado.

"Os Estados Unidos atenderam plenamente a decisão do Governo da Federação Russa de reduzir o tamanho da nossa missão na Rússia", informou o comunicado. "Os Estados Unidos estão preparados para adotar medidas adicionais, conforme a necessidade e conforme suas atribuições".

Moscou vetou, temporariamente, o uso de todos os depósitos da embaixada dos EUA em Moscou, a partir de 1 de agosto, após a aprovação pelo Senado dos EUA de um novo pacote de sanções contra a Rússia, o Irã e a Coreia do Norte.

"Os Estados Unidos manifestam a esperança de que, depois de cumprir as demandas de reciprocidade da Federação Russa, será possível evitar novas ações de retaliação de ambos os lados e avançar para alcançar o objetivo declarado dos nossos presidentes: melhorar as relações entre nossos países e ampliar a cooperação nas áreas de interesse mútuo ", acrescentou o Departamento de Estado.

Washington adotou o primeiro pacote de sanções contra Moscou em 2014, em resposta à reunificação da Crimeia com a Rússia e aos conflitos em Donbass, que se rebelou contra Kiev após um golpe de estado na Ucrânia.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247