EUA não pretendem prender ex-presidente peruano Toledo

Autoridades norte-americanas informaram ao Peru que vão permitir que o ex-presidente peruano Alejandro Toledo, que está sendo procurado, embarque em um avião da Califórnia com destino a Israel, disse no sábado uma fonte do Ministério do Interior; Toledo é alvo de uma ordem de de prisão no Peru devido a investigações sobre corrupção

EL EX PRESIDENTE DE LA REPUBLICA, ALEJANDRO TOLEDO PRESENTA UN ANALISIS QUE REALIZO SU PARTIDO, DE LOS 120 DIAS DE BALANCE DE GOBIERNO ACTUAL.
EL EX PRESIDENTE DE LA REPUBLICA, ALEJANDRO TOLEDO PRESENTA UN ANALISIS QUE REALIZO SU PARTIDO, DE LOS 120 DIAS DE BALANCE DE GOBIERNO ACTUAL. (Foto: Leonardo Attuch)

LIMA (Reuters) - Autoridades norte-americanas informaram ao Peru que vão permitir que o ex-presidente peruano Alejandro Toledo, que está sendo procurado, embarque em um avião da Califórnia com destino a Israel, disse no sábado uma fonte do Ministério do Interior.

Toledo é alvo de uma ordem de de prisão no Peru devido a investigações sobre corrupção.

Segundo a fonte, que pediu anonimato, não está claro por que os Estados Unidos não quiseram prender o ex-presidente. A fonte afirmou ainda que o governo do presidente Pedro Pablo Kuczynski estava pressionando para que os EUA mudassem de opinião. O ex-presidente havia reservado voo de San Francisco a Tel Aviv, acrescentou a fonte.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos não respondeude imediato aos pedidos de comentários sobre o caso.

O Peru ofereceu recompensa de 30.000 dólares por qualquer informação que possa levar à prisão de Toledo e informou que a Interpol emitiu alerta vermelho a 190 países membros para ajudar a encontrá-lo.

Toledo governou o Peru entre 2001 e 2006 e é acusadode receber pagamento ilícito da Odebrecht, estimado em 20 milhões de dólares, em troca da concessão de trechos da rodovia interoceânica.

(Reportagem de Mitra Taj e Ursula Scollo)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247