Guterres alerta líderes para ordem mundial cada vez mais caótica

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, alertou líderes nesta terça-feira (25) que a ordem mundial está "cada vez mais caótica", que a confiança está perto de uma ruptura e que mudanças no equilíbrio de poder podem aumentar o risco de confrontos, embora não tenha citado nomes

Guterres alerta líderes para ordem mundial cada vez mais caótica
Guterres alerta líderes para ordem mundial cada vez mais caótica (Foto: UN Photo / Jean-Marc Ferré)

247, com Reuters - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, alertou líderes nesta terça-feira (25) que a ordem mundial está "cada vez mais caótica", que a confiança está perto de uma ruptura e que mudanças no equilíbrio de poder podem aumentar o risco de confrontos, embora não tenha citado nomes.

Enquanto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se preparava para defender a soberania de seu país na reunião anual de líderes mundiais, Guterres disse à Assembleia-Geral de 193 membros que o multilateralismo está sob ataque quando é mais necessário.

"Líderes individuais têm a tarefa de fomentar o bem-estar de seu povo", disse Guterres. "Mas isso vai mais fundo... como guardiões do bem comum, também temos a tarefa de promover e apoiar um sistema multilateral reformado, revigorado e fortalecido."

Ele também pediu um compromisso renovado com uma ordem baseada em regras que tenha a ONU em seu centro. E alertou para a propagação de "políticas de pessimismo".

"Aqueles que veem seus vizinhos como perigosos podem provocar uma ameaça onde não havia nenhuma. Aqueles que fecham suas fronteiras à migração convencional só alimentam o trabalho de traficantes", afirmou Guterres. "E aqueles que ignoram os direitos humanos combatendo o terrorismo tendem a cultivar o mesmo extremismo que estão tentando extinguir."

Ele exortou os líderes a enfrentarem a mudança climática imbuídos de mais ambição e urgência e disse que realizará uma cúpula sobre o tema em setembro do ano que vem. O governo Trump se desligou de um acordo global para reduzir emissões no ano passado.

"Se não mudarmos de rota nos próximos dois anos, corremos o risco de uma mudança climática desenfreada", afirmou o secretário-geral.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247