Instalação de bases militares dos EUA na Síria é ilegal, diz Rússia

Presença de bases militares dos EUA na Síria não tem nenhuma base legal, afirmou durante coletiva da imprensa o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov; Anteriormente, o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Mike Pompeo, declarou que a Rússia se envolve nas questões da Síria por "gostar de dificultar a vida dos EUA"; "Não escodemos nossas duas bases de ninguém, elas foram instaladas e estão funcionando em conformidade com acordos intergovernamentais, e visam ajudar na luta contra terroristas, que ainda podem ser encontrados em grandes quantidades na região. Os EUA não gostam muito de falar sobre suas bases, que não possuem base legal alguma, mas isso é óbvio para todo mundo", disse

Russian Foreign Minister Sergei Lavrov speaks during a press conference at the United Nations' offices in Geneva on June 30, 2012,  after a ministerial-level meeting of world powers on Syria. Lavrov said any power transition in Syria would be decided by S
Russian Foreign Minister Sergei Lavrov speaks during a press conference at the United Nations' offices in Geneva on June 30, 2012, after a ministerial-level meeting of world powers on Syria. Lavrov said any power transition in Syria would be decided by S (Foto: Paulo Emílio)

Sputnik - A presença de bases militares dos EUA na Síria não tem nenhuma base legal, afirmou durante coletiva da imprensa o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nesta sexta-feira (21).

Anteriormente, o diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Mike Pompeo, declarou em um fórum de segurança no Colorado que a Rússia se envolve nas questões da Síria por "gostar de dificultar a vida dos EUA". Segundo ele, não há prova alguma de que a Rússia realmente deseja derrotar o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) na Síria.

"Eu ouvi dizer e li, ao mesmo tempo mais ou menos, que os Estados Unidos possuem dez bases no território da Síria, sendo assim, no fim das contas, o prezado Pompeo almeja o mesmo que nós na Síria, só que muito mais em número. E há mais uma diferença notável: não escodemos nossas duas bases de ninguém, elas foram instaladas e estão funcionando em conformidade com acordos intergovernamentais, e visam ajudar na luta contra terroristas, que ainda podem ser encontrados em grandes quantidades na região. Os EUA não gostam muito de falar sobre suas bases, que não possuem base legal alguma, mas isso é óbvio para todo mundo", disse Lavrov.

A pedido do governo sírio, a Rússia está atacando as posições do Daesh no país. Washington e seus aliados realizam as mesmas ações, mas sem a permissão do governo da Síria. Os EUA e a Rússia estabeleceram canais de contato na Síria para prevenir prováveis incidentes, principalmente quando operações estão sendo realizadas ao mesmo tempo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247