Irã diz que EUA e Arábia Saudita são responsáveis por instabilidade no Oriente Médio

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, negou as acusações de que Teerã patrocina o terrorismo na região, dizendo que as ações da Arábia Saudita e dos EUA levaram a "escaladas perigosas" no Oriente Médio

Irã diz que EUA e Arábia Saudita são responsáveis por instabilidade no Oriente Médio
Irã diz que EUA e Arábia Saudita são responsáveis por instabilidade no Oriente Médio

247, com Sputnik - O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, negou as acusações de que Teerã patrocina o terrorismo na região, dizendo que as ações da Arábia Saudita e dos EUA levaram a "escaladas perigosas" no Oriente Médio.

Em uma entrevista ao canal CNBC durante o Fórum de Doha, no Catar, o chanceler iraniano rejeitou as acusações de que o Irã é responsável pela instabilidade na região.

Eu penso que as ações falam mais alto que as palavras; as pessoas estão vendo onde está a fonte de instabilidade na região, seja na guerra do Iêmen (foto), seja em qualquer outro lugar, afirmou o ministro.

Zarif sublinhou que a instabilidade na região foi causada por "políticas que estão sendo seguidas, não apenas pela Arábia Saudita, mas por seus aliados no Ocidente, que lhe deram um cheque em branco para continuar essas perigosas escaladas".

O chanceler se referiu à guerra civil no Iêmen, que já dura quatro anos, considerada pela ONU como a "pior crise humanitária do mundo". A Arábia Saudita culpou os rebeldes houthis iemenitas pela crise, acusando-os de receberem apoio de Teerã, enquanto o Irã acusou a Arábia Saudita de liderar a campanha de bombardeios que resultou em milhares de mortes.

Zarif reiterou que o Irã nunca forneceu armas aos houthis e sublinhou que a Arábia Saudita está interessada em aumentar as tensões na região, lembrando os exemplos do bloqueio do Catar e a operação militar no Iêmen como provas disso.

O chanceler iraniano criticou também as ações dos EUA, afirmando que foi o governo do atual presidente dos EUA, Donald Trump, que "violou o acordo nuclear".

"Não importa se foi esta administração que negociou o acordo nuclear ou se foi a administração anterior. Foi o governo dos EUA que o negociou, eles [os EUA] o violaram e não podem nos acusar disso", acrescentou Zarif.

Em maio passado, Donald Trump anunciou a retirada de seu país do acordo nuclear com o Irã, conhecido como Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA, na sigla em inglês). Washington também ordenou que as sanções contra Teerã fossem restabelecidas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247