Irã e potências mundiais adiam negociações sobre programa nuclear, sem data para retomá-las

Segundo autoridades dos países envolvidos no acordo, divergências ainda precisam ser superadas

Reunião dos diplomatas do JCPOA no Grand Hotel Wien, em Viena, na Áustria
Reunião dos diplomatas do JCPOA no Grand Hotel Wien, em Viena, na Áustria (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

VIENA/DUBAI (Reuters) - Negociadores do Irã e de seis potencias mundiais adiaram neste domingo as discussões para ressuscitar o acordo nuclear de 2015 e retornaram às suas respectivas capitais para consultas, com divergências ainda precisando ser superadas, disseram autoridades.

"Estamos mais próximos do que nunca de um acordo, mas a distância que existe entre nós e um acordo permanece e superá-la não é um trabalho fácil", disse em Viena o principal negociador iraniano Abbas Araqchi à televisão estatal.

"Vamos voltar para Teerã nesta noite."

PUBLICIDADE

Após mais de uma semana de negociações nesta rodada mais recente, os envolvidos no pacto arrumaram as malas, com o enviado da Rússia dizendo que não foi marcada uma data para retomar as negociações por enquanto, embora tenha indicado que eles podem voltar à mesa de conversas em 10 dias.

Negociações estavam em andamento em Viena desde abril para acordar a natureza e a sequência de medidas que o Irã e os Estados Unidos precisam tomar sobre atividades nucleares e sanções, para que o acordo nuclear seja plenamente cumprido.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email