Irã endurece posições diante de sanções estadunidenses

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, declarou nesta quinta-feira (9) que seu governo manterá posições firmes diante das ameaças com que os Estados Unidos tentam impedir as exportações de petróleo da nação persa

Irã endurece posições diante de sanções estadunidenses
Irã endurece posições diante de sanções estadunidenses (Foto: REUTERS/Danish Siddiqui)

247, com Prensa Latina - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, declarou nesta quinta-feira (9) que seu governo manterá posições firmes diante das ameaças com que os Estados Unidos tentam impedir as exportações de petróleo da nação persa.

Em declarações à emissora estatal IRINN, divulgadas nesta quinta-feira, Rouhani advertiu que se os estadunidenses querem manter essa ideia simplista e impossível em suas mentes, também devem conhecer suas consequências. "Não podem pensar que o Irã não exportará petróleo", disse.

O chefe de Estado persa não especificou que consequências os Estados Unidos poderiam enfrentar, mas no ano passado as autoridades iranianas ameaçaram bloquear o estreito de Ormuz, uma importante rota marítima do Oriente Médio, em represália por ações da Casa Branca.

A partir desta terça-feira (7), o Irã enfrenta uma primeira rodada de sanções norte-americanas contra os setores automobilístico, aeronáutico e bancário. Uma segunda etapa, prevista para 5 de novembro, atingirá o setor energético.

Contudo, países como Rússia, China e Turquia não cumprirão as sanções dos Estados Unidos e manterão suas transações comerciais com o Irã.

O Ministério chinês das Relações Exteriores emitiu uma declaração que rechaçou as decisões unilaterais estadunidenses e acrescentou que suas relações comerciais com o Irã são abertas, transparentes e legais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247