Israel submete palestinos a confinamento de oito dias durante Páscoa judia

Israel fechou na noite da quinta-feira (18) as passagens com a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, por oito dias, por ocasião da festividade de Pessach (Páscoa judia), que começa nesta sexta-feira e terminará à meia-noite do sábado, 27 de abril; "Os cruzamentos com Gaza e Cisjordânia só serão abertos para os palestinos sob circunstâncias especiais e bases humanitárias", informou à Agência Efe uma porta-voz do Exército israelense

Israel submete palestinos a confinamento de oito dias durante Páscoa judia
Israel submete palestinos a confinamento de oito dias durante Páscoa judia

EFE - Israel fechou na noite da quinta-feira (18) as passagens com a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, por oito dias, por ocasião da festividade de Pessach (Páscoa judia), que começa nesta sexta-feira e terminará à meia-noite do sábado, 27 de abril.

"Os cruzamentos com Gaza e Cisjordânia só serão abertos para os palestinos sob circunstâncias especiais e bases humanitárias", informou à Agência Efe uma porta-voz do Exército israelense.

O fechamento imposto à Faixa de Gaza e ao território palestino ocupado da Cisjordânia significa que a entrada em Israel está proibida para todos aqueles palestinos que tenham permissões expedidas por Israel, excetuando os casos de emergência humanitária ou médica.

Israel controla todas as fronteiras dos territórios palestinos - exceto a passagem de Rafah entre Gaza e Egito - e costuma fechar as passagens durante momentos de alta de conflito ou devido a celebrações judaicas como Páscoa, Purim e o dia mais sagrado para o judaísmo, o Dia do Perdão ou Yom Kipur.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247