Itália: Salvini, líder da extrema-direita, protesta contra reabertura gradual

Defendendo o fim completo da quarentena, o líder da extrema-direita italiana e ex-ministro do Interior, Matteo Salvini, protestou no Senado contra a gradual reabertura do país

Vice-premiê italiano Matteo Salvini
Vice-premiê italiano Matteo Salvini (Foto: REUTERS/Bernadett Szabo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder da extrema direita italiana e ex-ministro do Interior, Matteo Salvini, um dos principais aliados de Jair Bolsonaro, passou a noite  com outros senadores do seu partido, a Liga, no Senado como forma de protesto contra a gradual reabertura do país. Ele defende o fim completo do bloqueio. A informação é da agência Ansa.

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, anunciou medidas da flexibilização da quarentena, a partir do dia 4 de maio, em que será permitido que a população ande em parques e participe de funerais. 

"Respostas concretas sobre máscaras e proteção da saúde para todos, auxílio a trabalhadores aos quais foram aplicadas demissões temporárias, dinheiro real para comerciantes e empregadores, soluções para famílias com crianças em casa e escolas fechadas, suspensão real de hipotecas, apoio a aluguéis e contas", escreveu Salvini em sua redes sociais. 

No entanto, de acordo com o senador Agostino Santillo, do Movimento 5 Estrelas (M5S), a ocupação do Parlamento liderada por Salvini durou apenas "duas selfies".   

"A ocupação do parlamento pela Liga durou duas selfies e duas cenas. Quando Salvini terminou de falar, elas desapareceram", disse Santillo em seu perfil no Twitter.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247