Itamaraty suspende passaportes diplomáticos de religiosos

Após beneficiar o pastor Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus, aliado do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o chanceler José Serra decidiu suspender a concessão de passaportes diplomáticos a líderes religiosos; o Ministério das Relações Exteriores apresentou como argumento o fato de o Brasil ser um Estado laico

Após beneficiar o pastor Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus, aliado do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o chanceler José Serra decidiu suspender a concessão de passaportes diplomáticos a líderes religiosos; o Ministério das Relações Exteriores apresentou como argumento o fato de o Brasil ser um Estado laico
Após beneficiar o pastor Samuel Ferreira, da Assembleia de Deus, aliado do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o chanceler José Serra decidiu suspender a concessão de passaportes diplomáticos a líderes religiosos; o Ministério das Relações Exteriores apresentou como argumento o fato de o Brasil ser um Estado laico (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após beneficiar o pastor Samuel Cássio Ferreira e sua mulher, Keila Campos Ferreira, com a concessão de passaporte diplomático, o chanceler José Serra suspendeu o benefício para líderes religiosos.

Samuel é investigado na Lava Jato por supostamente lavar R$ 250 mil de propina destinada ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O dinheiro teria sido depositado em conta da igreja Assembleia de Deus, cujo diretor registrado na Receita é Samuel. O Supremo determinou a remessa do inquérito para o juiz Sérgio Moro, em Curitiba (PR). Serra ignorou a área técnica do ministério foi de forma unânime contrária à concessão dos passaportes.

Ontem, uma medida anunciada pelo Itamaraty tentou encerrar a polêmica. Sob o argumento de que o Brasil é um Estado laico, o Ministério das Relações Exteriores decidiu suspender a concessão de passaportes diplomáticos a líderes religiosos.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247