Líbano mantém alerta na fronteira após ameaça militar israelense

O Exército libanês está pronto para qualquer eventualidade na fronteira com Israel, ao mesmo tempo que o país árabe faz esforços junto às forças da ONU para manter a estabilidade na área, disse a instituição militar em um comunicado; o Exército israelense anunciou que vai atacar as posições do Movimento nacional de Resistência Hesbolá, que prometeu reagir à altura 

Líbano mantém alerta na fronteira após ameaça militar israelense
Líbano mantém alerta na fronteira após ameaça militar israelense
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Sputnik e Prensa latina - O Exército libanês está pronto para qualquer eventualidade na fronteira com Israel, ao mesmo tempo que o país árabe faz esforços junto às forças da ONU para manter a estabilidade na área, disse a instituição militar em um comunicado. O Exército israelense anunciou que vai atacar as posições do Movimento nacional de Resistência Hesbolá, que prometeu reagir à altura. 

"Tudo está calmo e pacífico no lado libanês da fronteira, a situação está sob controle total. As unidades do Exército destacadas na área estão cumprindo suas tarefas em coordenação com a Força Interina da ONU para evitar qualquer provocação e manter a estabilidade na região sul. O comando apontou que o exército estava pronto para qualquer situação de emergência ", observou o comunicado.

O exército libanês acrescentou que permaneceu em contato tanto com Israel quanto com o Hesbolá, chamando-os a usar todos os mecanismos para diminuir as tensões e evitar uma maior desestabilização da situação.

No início do dia, o porta-voz das Forças de Defesa de Israel, Jonathan Conricus, anunciou que o exército israelense estava lançando uma operação militar contra o Movimento libanês de Resistência Hesbolá na fronteira israelense-libanesa.

Israel considera a atividade do Hesbolá no Líbano e a presença desse movimento de resistência na Síria como uma ameaça à sua segurança nacional. O governo israelense discute a possibilidade de realizar um ataque com mísseis contra o Hesbolá.

Por sua vez, o Hesbolá advertiu que Israel receberá uma resposta contundente se decidir atacar o Líbano. A Resistência islâmica divulgou um vídeo no qual sei líder Hassan Nasrallah promete adotar represálias contra qualquer agressão israelense.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247