Lula diz estar 'muito satisfeito' após encontro e deseja ter disposição do Papa para 'mudar o mundo'

Em coletiva de imprensa após ter se reunido com o Papa Francisco, o ex-presidente Lula relatou que sua visita "teve como objetivo principal discutir a questão da desigualdade e a questão da sua luta na defesa de uma boa política ambiental"

(Foto: Ricardo Stuckert)

247 - O ex-presidente Lula concedeu uma entrevista coletiva a veículos estrangeiros após ter se reunido com o Papa Francisco nesta quinta-feira 13, no Vaticano. Lula disse estar "muito satisfeito" com a conversa com o pontífice, que segundo ele foi focada na desigualdade social e na política ambiental.

"A minha visita teve como objetivo principal discutir com o Papa Francisco a questão da desigualdade e a questão da sua luta na defesa de uma boa política ambiental", disse Lula.

"Todo mundo sabe que o mundo está ficando mais desigual, que os trabalhadores estão perdendo direitos e que conquistas estão sendo derrubadas por interesses empresariais e financeiros", contextualizou.

Lula também definiu como "decisão alentadora do Papa" de participar de um encontro com jovens em Assis, na Itália, para debater economia. O encontro "Economia de Francisco" acontecerá de 26 a 28 de março na cidade do interior italiano, lugar apropriado, segundo o pontífice, para inspirar uma nova economia, pois foi ali que Francisco despojou-se de toda a mundanidade para escolher a Deus como bússola da sua vida, tornando-se pobre com os pobres e irmão de todos.

"Então eu vim, fiquei muito satisfeito com o encontro com o Papa Francisco. Acho que, se todo ser humano, ao atingir 84 anos, tiver a força, a disposição e a garra que ele tem de levantar temas instigantes para o debate, eu acho que a gente pode encontrar soluções mais fáceis", afirmou. Assista sua fala:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247