“Lula é um amigo do povo palestino e esperamos sua volta”, diz líder do Hamas ao 247

Basem Naim, do Comitê de Relações Exteriores do Hamas, disse ainda em entrevista à TV 247 que “o Brasil é um país central na América Latina. Ficamos muito tristes com a mudança para a extrema direita”. Assista

(Foto: Reprodução | Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O Dr. Basem Naim, membro do Birô Político do Hamas e do Comitê de Relações Exteriores do partido palestino, em entrevista diretamente da Faixa de Gaza à TV 247, elogiou o ex-presidente Lula e disse que espera ansiosamente por seu retorno à presidência. Ele destacou que Lula é um grande amigo do povo palestino:

“Tenho que dizer que realmente apreciamos o apoio brasileiro durante anos e anos de história ao nosso povo. Começou anos atrás e, em particular, na presidência do Lula, foi um grande e vigoroso apoio à nossa causa. Não somente a relação pessoal com Lula, mas temos a sensação que há um comprometimento da liderança brasileira com a liberdade e a dignidade do povo palestino e a liberação da Palestina”.

Naim, que é médico e foi ministro da Saúde da Palestina entre 2007 e 2012, revelou que ficou “chocado” com a mudança política no Brasil para a extrema direita. “Então, para ser honesto, ficamos verdadeiramente chocados quando essa mudança ocorreu para a extrema direita. Foi chocante para nós, porque durante anos assistimos como o Brasil é um país grande e central na América Latina e sabemos da sua importância em liderar outros países na arena política. Deste modo, ficamos muito tristes com essa mudança. Não é somente uma leve mudança para a direita. O país teve um movimento extremo para a direita, que apoiou e adotou a posição estadunidense e a narrativa israelense inteiramente. O Brasil desrespeitou o direito e a legitimidade internacional”, disse. 

PUBLICIDADE

“Realmente, estamos muito tristes, mas, honestamente, ficamos muito felizes quando o presidente Lula foi libertado novamente e obteve uma nova chance para competir à presidência. Esperamos ansiosamente pelos dias quando veremos o Brasil novamente apoiando a Palestina e a luta palestina pela liberdade e dignidade”, completou. 

O entrevistado expôs ainda as diversas agressões dos “ocupadores” da Palestina, em referência a Israel. “Eles têm tudo que precisam para continuar a agressão contra nosso povo e continuar ocupando nossa terra”, denunciou. 

PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email