Mais de 300 são presos no Primeiro de Maio em Paris

As manifestações do Primeiro de maio em Paris ocorreram sob tensão, após confrontos entre militantes e polícia; 151 mil pessoas saíram às ruas no país, sendo 16 mil em Paris; 380 foram presas e 38 ficaram feridas. A polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar centenas de manifestantes, na maioria militantes anticapitalistas e antifascistas vestidos de preto, com máscaras no rosto

Mais de 300 são presos no Primeiro de Maio em Paris
Mais de 300 são presos no Primeiro de Maio em Paris

247 - As manifestações do Primeiro de maio em Paris ocorreram sob tensão, após confrontos entre militantes e polícia. 151 mil pessoas saíram às ruas no país, sendo 16 mil em Paris. 380 foram presas e 38 ficaram feridas. A polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar centenas de manifestantes, na maioria militantes anticapitalistas e antifascistas vestidos de preto, com máscaras no rosto.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "os protestos acontecem dias após o presidente Emmanuel Macron anunciar cortes de impostos na ordem de 5 bilhões de euros. Os enfrentamentos começaram às 11h (8h de Brasília), perto do restaurante La Rotonde, região sudoeste da cidade, que foi protegido com tapumes."

Segundo a matéria, "mais de 7.400 policiais foram mobilizados. Além disso, 190 motocicletas circulam perto das manifestações para permitir que as forças de segurança se movam rapidamente. Drones também são usados para monitorar a situação, segundo o ministro do Interior, Christophe Castaner. Ele estimou que haverá entre '1.000 e 2.000 militantes radicais'.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247