México defende solução pacífica de conflitos, diz López Obrador

O México está comprometido com a solução pacífica de conflitos, afirmou nesta sexta-feira (20) o presidente Andrés Manuel López Obrador durante reunião em Mérida com vencedores do Prêmio Nobel da Paz

López Obrador
López Obrador (Foto: Reuters)

Prensa Latina - O presidente do México defendeu a adoção de métodos pacíficos para enfrentar os conflitos no país. Ao abrir a XVII reunião do Prêmio Nobel da Paz, o presidente anfitrião recebeu os vencedores presentes na Cúpula Mundial, cujas sessões de trabalho começaram na quinta-feira, embora a maioria deles tenha chegado à península de Yucateca desde quarta-feira. 

Em seu discurso antes do jantar com os convidados no Hacienda San Antonio Hool, López Obrador lembrou o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, e o mexicano Benito Juarez, e disse aos participantes que eles são admirados.  

"Este encontro é muito importante para o significado da paz e para os protagonistas, para aqueles que participaram e tornaram possível a pacificação dos povos", afirmou. 

Além disso, ele explicou que no México existem problemas de insegurança e violência, mas afirmou estar comprometido com a solução pacífica de conflitos.  "O que queremos é alcançar a paz plenamente e não queremos uma paz alcançada com o autoritarismo, com o uso da força, não queremos uma paz dos túmulos, queremos uma paz que se origina na entrega da justiça, sempre dissemos que a paz é fruto da justiça", afirmou o presidente. 

"Temos problemas de insegurança e violência e quiseram enfrentar esse flagelo da violência com o uso da força, com prisões, ameaças de mão dura, sentenças mais severas, mesmo com atos extremamente autoritários, com massacres, com extermínios e foi demonstrado que isso não funciona, que temos de abordar as causas que originam a violência'', acrescentou.  

O presidente disse que "agora temos a enorme alegria de poder realizar uma transformação sem violência", "estamos vivendo não uma simples mudança de governo, mas uma mudança de regime".   

Obrador também explicou que a estratégia de pacificação no México inclui oferecer oportunidades de estudo e trabalho para os jovens".   "Estou muito feliz por estar aqui hoje à noite em Yucatan com convidados tão importantes, os gnahadores do Prêmio Nobel, mulheres, homens, instituições", disse ele.  

Ele agradeceu o convite do governador Mauricio Vila, de quem disse ser um "governante extraordinário de uma grande cidade, essa cidade em Yucatán, cheia de história cheia de cultura".

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247