Mídia alemã fala em "nova ordem mundial", após discurso de Putin em Teerã

Na semana passada, Vladimir Putin, Recep Tayyip Erdogan e Ebrahim Raisi realizaram em Teerã negociações trilaterais

www.brasil247.com - Putin, Raisi e Erdogan
Putin, Raisi e Erdogan (Foto: Tass)


Sputnik – A reunião recente dos líderes de Rússia, Irã e Turquia demonstrou ao Ocidente que está se formando uma nova ordem mundial, escreveu o colunista Ozan Demircan para a edição alemã Handelsblatt. "Uma mensagem lançada com estas negociações é clara: os países ocidentais obtêm concorrentes e perdem a sua influência nas questões geopolíticas sérias", acredita o jornalista.

Demircan salientou que a Rússia, representada por Vladimir Putin, está criando de forma insistente uma nova ordem mundial, enquanto o Ocidente vigia o processo, incapaz de intervir, sem oportunidade alguma de isolar a Rússia na arena internacional.

Os homólogos de Putin, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o presidente iraniano Ebrahim Raisi, seguem a mesma linha. Assim, o colunista chama atenção ao fato de Teerã ter ampliado muito a rede de contatos dela nos últimos tempos, apesar das sanções, enquanto Ancara desempenha um papel cada vez mais importante nas negociações de resolução de crises mundiais.

"A unidade que a reunião demonstrou foi muito mais do que uma ação política de relações públicas. O Ocidente não deve a subestimar", constatou o analista.

Na semana passada, Vladimir Putin, Recep Tayyip Erdogan e Ebrahim Raisi realizaram em Teerã negociações trilaterais no formato de Astana, discutindo a situação na Síria.

Após o início da operação militar de desmilitarização e desnazificação da Ucrânia, o Ocidente fortaleceu a pressão de sanções contra Moscou. Muitos países anunciaram o congelamento de ativos russos, com o Ocidente embarcando no curso de recusa da energia russa. Tais medidas resultaram em problemas econômicos para a própria Europa e os Estados Unidos, tendo provocado o aumento dos preços de alimentos e combustível.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247