Moscou exige explicações do Facebook após o bloqueio das contas do grupo de mídia russo

Moscou pediu explicações ao Facebook, que tem como dono Mark Zuckerberg, sobre o bloqueio das contas de diversos representantes da mídia russa, revelou durante uma coletiva de imprensa, a representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova; ela questionou o encerramento das contas e argumentou que, se as mesmas tivessem violado as normas da rede social, os bloqueios teriam sido pontuais e não teriam acontecido ao mesmo tempo


Moscou pediu explicações ao Facebook, que tem como dono Mark Zuckerberg, sobre o bloqueio das contas de diversos representantes da mídia russa, revelou durante uma coletiva de imprensa, a representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova; ela questionou o encerramento das contas e argumentou que, se as mesmas tivessem violado as normas da rede social, os bloqueios teriam sido pontuais e não teriam acontecido ao mesmo tempo
Moscou pediu explicações ao Facebook, que tem como dono Mark Zuckerberg, sobre o bloqueio das contas de diversos representantes da mídia russa, revelou durante uma coletiva de imprensa, a representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova; ela questionou o encerramento das contas e argumentou que, se as mesmas tivessem violado as normas da rede social, os bloqueios teriam sido pontuais e não teriam acontecido ao mesmo tempo (Foto: Leonardo Lucena)

Agência Sputnik - Moscou pediu explicações ao Facebook sobre o bloqueio das contas de diversos representantes da mídia russa, revelou nesta quarta-feira, durante uma coletiva de imprensa, a representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

Zakarova questionou o encerramento das contas e argumentou que, se as mesmas tivessem violado as normas da rede social, os bloqueios teriam sido pontuais e não teriam acontecido ao mesmo tempo.

"Acho que seria oportuno transmitir esses dados do  Facebook para a Rússia, bem como, as reclamações específicas de que algumas contas ou seus moderadores violaram certas leis", disse a diplomata.

Segundo ela, também seria necessário entender quais leis foram violadas.

Na terça-feira (3), Facebook anunciou ter excluído 70 contas do Facebook e 65 do Instagram pertencentes à IRA (Internet Research Agency), grupo russo acusado de interferir na eleição presidencial de 2016.

Além disso, 138 páginas do Facebook, controladas pelo IRA, também foram fechadas.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247