Na Argentina, Macri anuncia corte de 25% dos funcionários do Estado

Presidente argentino Maurício Macri anunciou que irá reduzir em 25% o total de funcionários do Estado e que também irá demitir parentes de ministros que ocupem outros cargos na administração pública; "Vamos reduzir um de cada quatro cargos do Executivo. Hoje temos um Estado que é um emaranhado burocrático e isso tem de mudar. Além disso, os funcionários públicos não terão aumento neste ano", afirmou; corte de pessoal foi anunciado poucos dias antes da entrada em vigor do chamado "tarifaço", que aumentará as tarifas de energia, água e gás

Mauricio Macri
Mauricio Macri (Foto: Paulo Emílio)

247 - O presidente argentino Maurício Macri anunciou que irá reduzir em 25% o total de funcionários do Estado e que também irá demitir parentes de ministros que ocupem outros cargos na administração pública. "Vamos reduzir um de cada quatro cargos do Executivo. Hoje temos um Estado que é um emaranhado burocrático e isso tem de mudar. Além disso, os funcionários públicos não terão aumento neste ano", afirmou Macri.

Segudno ele, o corte deverá alcançar mais de mil servidores, resultando na economia de 1,5 bilhão de pesos (cerca de R$ 242 milhões). A determinação resultará na eliminação de mais de mil postos de trabalho. "Haverá feridos, a ordem é sacrificar quadros políticos", afirmou. "Sei que com isso vamos perder colaboradores valiosos, mas é preciso demonstrar austeridade desde o poder", completou.

Corte de pessoal foi anunciado poucos dias antes da entrada em vigor do chamado "tarifaço", que aumentará as tarifas de energia, água e gás pagas pela população.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247