'Não temos dinheiro para hospitais', diz movimento Patriotas da França, ao criticar ajuda de 500 milhões de euros à Ucrânia

Paris vai alocar à Ucrânia 100 milhões de euros, enquanto a própria França enfrenta dificuldades financeiras diz Florian Philippot, da extrema-direita

www.brasil247.com - Florian Philippot
Florian Philippot (Foto: Reuters)


Sputnik - "Ursula [von der Leyen] decidiu enviar  500 milhões de euros adicionais a Zelensky. A contribuição da França é de 100 milhões! Mas não temos dinheiro para aposentadorias ou hospitais", escreveu o político no Twitter.

Na sexta-feira passada (20), um alto funcionário da União Europeia (UE) anunciou que o sétimo pacote de auxílio financeiro do Fundo Europeu para a Paz, para a compra de equipamento militar pela Ucrânia, será de 500 milhões de euros (cerca de R$ 2,8 bilhões).

Philippot tem criticado repetidamente os países ocidentais pelo apoio financeiro e pelo fornecimento de armas à Ucrânia, que estão prolongando o conflito no país.

Ao mesmo tempo, o político apelou para cancelar as sanções impostas pela UE à Rússia. Ele rotulou as decisões de Bruxelas na área da energia de "insanas" e as sanções de "estúpidas".

No ano passado, a UE decidiu utilizar o Fundo Europeu para a Paz para financiar parte do envio de equipamentos militares à Ucrânia.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247