Nicarágua comemora nesta sexta 40º aniversário da Revolução Sandinista

A Nicarágua celebra nesta sexta-feira (19) o 40º aniversário do triunfo da Revolução Popular Sandinista, um evento que marcou o fim da ditadura de Somoza que governou o país por mais de três décadas

A Nicarágua celebra nesta sexta-feira (19) o 40º aniversário do triunfo da Revolução Popular Sandinista, um evento que marcou o fim da ditadura de Somoza que governou o país por mais de três décadas.  

O ato central será nesta capital às 16h, horário local (19h00 no horário de Brasília), na Praça da Fé João Paulo II, onde se espera que a assistência de militantes e simpatizantes sandinistas de todo o país seja testemunha do discurso do Presidente Daniel Ortega.  

A celebração também contará com a participação de representantes de governos estrangeiros, organizações de solidariedade com a Revolução Sandinista, movimentos sociais e outras personalidades, que segundo as autoridades do país, somam mais de 500 convidados.  Chefes de Estado, impossibilitados de comparecer, enviaram cartas em nome de seus governos e povos, como é o caso dos presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e do Estado palestino, Mahmoud Abbas.  

Também dezenas de organizações de países ao redor do mundo, em cujas mensagens expressam sua solidariedade e apoio à Revolução Sandinista, a Frente Sandinista de Libertação Nacional e o Presidente Ortega.  

A ativista brasileira pela solidariedade e a paz entre os povos, Socorro Gomes, presidenta do Conselho Mundial da Paz, encontra-se em Manágua para participar dos atos políticos comemorativos. Por telefone, ela declarou à redação do Brasil 247, que "a Nicarágua sandinista segue fieme na trincheira da luta anti-imperialista, por isso é atacada pelo governo Trump e seus agentes no país, que têm tentado derrubar através de um golpe o governo legítimo do presidente Daniel Ortega".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247