NYT: jornalista palestina foi morta por soldado de Israel

Evidências apresentadas pelo NYT contradizem as alegações do exército israelense

www.brasil247.com - Shireen Abu Akleh
Shireen Abu Akleh (Foto: Reprodução)


Metrópoles - Uma investigação do The New York Times aponta que a bala que assassinou Shireen Abu Akleh, de 51 anos, foi possivelmente disparada por um soldado de elite do exército de Israel. Segundo o jornal norte-americano, não havia nenhum palestino armado nas proximidades do local em que a jornalista da emissora Al Jazeera foi atingida.

Evidências apresentadas pelo NYT contradizem as alegações do exército israelense de que um soldado de Israel atirou por engano na jornalista.

As informações dão apoio à investigação conduzida pela Al Jazeera, que divulgou ter acesso às imagens da bala que atingiu o crânio de Abu Akleh. De acordo com o canal de televisão, o projétil utilizado para assassinar a jornalista é usado, normalmente, em armas de fabricação americana e manipulado pelo exército de Israel.

Leia a íntegra no Metrópoles

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email