O significado da renúncia dos bispos chilenos

A historiadora e cientista da religião Gisele Pereira afirma que o gesto do Papa Francisco em condenar a pedofilia da igreja é louvável mas que ainda não é suficiente para coibir os abusos mundo afora; para Gisele, é preciso promover mudanças profundas para romper a fortaleza que protege os sacerdotes pedófilos

Papa Francisco
Papa Francisco (Foto: Gustavo Conde)

247 - A historiadora e cientista da religião Gisele Pereira afirma que o gesto do Papa Francisco em condenar a pedofilia da igreja é louvável mas que ada não é suficiente para coibir os abusos mundo afora. Para Gisele, é preciso promover mudanças profundas para romper a fortaleza que protege os sacerdotes pedófilos.

"Agora de posse das informações de seus enviados ao Chile para apurar a questão, Francisco reconheceu ter incorrido em “graves erros de avaliação e percepção da situação”, que, de acordo com sua declaração, se deveu a falta de “informações verdadeiras e equilibrada.” Por fim, pediu perdão às vítimas, afirmando dor e vergonha.

 Na carta em que apresentaram a renúncia coletiva, os bispos também imploram às vítimas “por seu perdão e pela sua ajuda para seguir avançando para a cura e cicatrização de feridas” e afirmam que “sabendo que estes dias de honesto diálogo foram um marco dentro de um processo de mudança profunda conduzida pelo papa Francisco e em comunhão com ele, queremos restabelecer justiça e contribuir para a reparação do prejuízo causado.”

Leia mais aqui, no site da Revista Carta Capital.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247