Obama autoriza sanções contra a Rússia por interferência em eleição

Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, autorizou nesta quinta-feira um série de sanções contra a Rússia por ter intervindo na eleição presidencial de 2016 e avisou que mais ações estão por vir; "Estas ações seguem repetidos alertas públicos e particulares que emitimos ao governo russo e são uma resposta necessária e apropriada aos esforços para prejudicar os interesses norte-americanos ao violar as normas internacionais de comportamento estabelecidas", disse Obama

President Barack Obama delivers remarks during the White House Summit on Countering Violent Extremism, in the Eisenhower Executive Office Building South Court Auditorium, Feb. 18, 2015. (Official White House Photo by Lawrence Jackson)
President Barack Obama delivers remarks during the White House Summit on Countering Violent Extremism, in the Eisenhower Executive Office Building South Court Auditorium, Feb. 18, 2015. (Official White House Photo by Lawrence Jackson) (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, autorizou nesta quinta-feira um série de sanções contra a Rússia por ter intervindo na eleição presidencial de 2016 e avisou que mais ações estão por vir.

"Estas ações seguem repetidos alertas públicos e particulares que emitimos ao governo russo e são uma resposta necessária e apropriada aos esforços para prejudicar os interesses norte-americanos ao violar as normas internacionais de comportamento estabelecidas", disse Obama em comunicado.

"Estas ações não representam a totalidade de nossa resposta às atividades agressivas da Rússia. Continuaremos a adotar uma variedade de medidas no momento e local de nossa escolha, algumas delas não serão divulgadas", acrescentou.

Obama disse que um relatório feito por seu governo sobre os esforços da Rússia para intervir na eleição de 2016 seria enviado ao Congresso norte-americano nos próximos dias.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247