ONU: China desempenha papel positivo na situação da Península Coreana

A Organização das Nações Unidas (ONU) disse na terça-feira (12) que a China desempenhou um papel importante e positivo na situação na península coreana

Bandeira da Coreia do Norte, em embaixada em Pequim, na China 06/01/2016 REUTERS/Kim Kyung-Hoon
Bandeira da Coreia do Norte, em embaixada em Pequim, na China 06/01/2016 REUTERS/Kim Kyung-Hoon (Foto: Reinaldo)

247, com Diário do Povo - "A China tem um papel importante na situação da península coreana e desempenhou um papel positivo", disse Stephane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU, durante uma coletiva de imprensa diária.

O chefe da ONU descreveu a cúpula de terça-feira como "um marco importante".

O presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da RPDC, Kim Jong Un, concluíram a reunião em Singapura, assinando uma declaração que abrange várias questões e inclui uma promessa da RPDC de trabalhar para a desnuclearização completa da Península Coreana.

Na véspera da cúpula, Guterres disse em um encontro de imprensa que o caminho para a paz e a desnuclearização verificável requer cooperação, compromisso e uma causa comum, exortando as partes relevantes do sistema da ONU a estarem prontas para apoiar o processo.

O chefe da ONU elogiou a China por ter "um papel absolutamente fundamental" na resolução da questão da Península Coreana em abril, dias após a visita de Kim a Beijing, naquela que foi a primeira vez que o líder da RPDC viajou para um país estrangeiro desde que assumiu a liderança.

É importante que a RPDC tenha um diálogo aberto com os Estados Unidos, como a China tem vindo a advogar, para que o processo de desnuclearização possa ocorrer em um ambiente de paz e em benefício de todos, defendeu Guterres.

Ao se reunir com Kim em Pyongyang em maio, Wang reiterou que a China apoia o fim do estado de guerra na península e apoia a decisão da RPDC de mudar o seu eixo estratégico para o desenvolvimento econômico, bem como a resolução das preocupações de segurança da RPDC durante o processo de desnuclearização.

Antes da cúpula de Singapura, Kim visitou a China duas vezes e reuniu-se com o presidente Xi Jinping. O primeiro ocorreu em Beijing, no final de março, enquanto o segundo ocorreu nos dias 7 a 8 de maio em Dalian, na província de Liaoning.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247