Opositor estimula a traição militar na Venezuela

"Nosso objetivo imediato é fazer a transição do país de volta à democracia, incluindo anistiar militares e políticos se necessário, usando o modelo que for, desde que em consenso com a sociedade, que vai se expressar por meio do voto", disse Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente da Venezuela, em entrevista à jornalista Sylvia Colombo

Opositor estimula a traição militar na Venezuela
Opositor estimula a traição militar na Venezuela (Foto: Reuters / Carlos Garcia Rawlins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O deputado Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente da Venezuela, com apoio do Brasil e dos Estados Unidos, quer estimular a traição de militares contra o presidente Nicolás Maduro. "Nosso objetivo imediato é fazer a transição do país de volta à democracia, incluindo anistiar militares e políticos se necessário, usando o modelo que for, desde que em consenso com a sociedade, que vai se expressar por meio do voto", disse Guaidó à jornalista Sylvia Colombo"Precisamos recuperar a democracia e depois, o mais rápido possível, atender as causas urgentes da Venezuela."

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247