‘Ordem mundial acabou’: Lula e Amorim defendem formação do novo sistema político

"Um mundo já extremamente desigual se tornará ainda mais, levando adiante todos os tipos de conflitos e convulsões sociais", afirmam o ex-presidente e o ex-chanceler em texto publicado pela Internacional Progressista

Celso Amorim e Lula
Celso Amorim e Lula (Foto: Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fórum - O ex-presidente Lula e o ex-chanceler Celso Amorim publicaram nesta terça-feira (2) um artigo em que pregam a discussão de uma nova ordem multilateral a partir do impacto da pandemia do coronavírus no atual sistema internacional e nos sistemas políticos nacionais.

“Os sistemas políticos estão sob estresse, enquanto líderes populistas autoritários tentam usar o sentimento de insegurança trazido pela pandemia para aumentar seu próprio poder pessoal, enfraquecendo assim democracias já frágeis. Alguns deles, de Donald Trump a Jair Bolsonaro, adotaram uma atitude de negação, ignorando recomendações de cientistas e especialistas em saúde”, diz trecho do texto publicado no site da Internacional Progressista. O movimento foi lançado em maio e reúne lideranças latino-americanas e internacionais.

Segundo eles, “parece haver um consenso quase universal de que o sistema mundial terá que ser reconstruído de forma muito fundamental” e questionam quais caminhos percorrer. “A frase que muitas vezes se ouve a respeito das conseqüências da pandemia é: ‘o mundo nunca mais será o mesmo’. E, de fato, é de se esperar que a humanidade aprenda as lições dessa investida inesperada de uma entidade microscópica que continua a trazer morte e miséria, especialmente para aqueles que estão no fundo de nossas sociedades desiguais”, afirmam.

Leia a íntegra na Fórum. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247