Papa Francisco pede mais poder popular em Conferência no Vaticano

O Papa Francisco fez um apelo nesta sexta-feira, 6, durante a Conferência Laudato Si, no Vaticano, para que os "grupos de pressão cidadãos" tomem medidas antes da Cúpula Global de Ação Climática, que será realizada em San Francisco, na Califórnia, em setembro. Segundo ele, apenas o poder popular irá garantir que os governantes forneçam "respostas adequadas" à crise climática

Papa Francisco pede mais poder popular em Conferência no Vaticano
Papa Francisco pede mais poder popular em Conferência no Vaticano

247 - O Papa Francisco fez um apelo nesta sexta-feira, 6, durante a Conferência Laudato Si, no Vaticano, para que os "grupos de pressão cidadãos" tomem medidas antes da Cúpula Global de Ação Climática, que será realizada em San Francisco, na Califórnia, em setembro. Segundo ele, apenas o poder popular irá garantir que os governantes forneçam "respostas adequadas" à crise climática.

A mobilização global Una-se pelo Clima, que ocorre em 8 de setembro e nos dias próximos da data, visa demonstrar como a maré virou na corrida contra a mudança climática, demonstrar que ações climáticas cidadãs já estão sendo realizadas em todo o mundo, e inspirar compromissos mais profundos de outros grupos da sociedade civil, dos governos locais e nacionais.

O apoio do Papa às mobilizações comunitárias veio no último dia da cúpula sobre mudanças climáticas organizada pelo Vaticano com o objetivo de colocar em ação sua histórica encíclica ambiental 'Laudato Si', inspirando um "movimento massivo" para o cuidado de nossa ameaçada "casa comum". Em seu discurso, o pontífice também afirmou que o desinvestimento do Vaticano "está na agenda" da Igreja e da conferência.

A Cúpula, intitulada "Salvando Nosso Lar Comum e o Futuro da Vida na Terra", contou com a participação de líderes religiosos, jovens ativistas, cientistas, representantes de comunidades nas linhas de frente das mudanças climáticas, além de figuras políticas experientes. Os participantes já defenderam publicamente a necessidade de se manter os combustíveis fósseis no solo e acelerar a transição justa para as energias 100% renováveis, livres e acessíveis para todos. O chamado do Papa trouxe a devida importância para o poder das pessoas nessas ações.

O Papa Francisco é um forte defensor do enfrentamento conjunto aos grandes desafios como a mudança do clima, a injustiça e a pobreza, através de ações comunitárias. Com o anúncio de hoje, ele instou as comunidades de fé a mobilizarem-se antes dos próximos momentos políticos importantes, que incluem a Cúpula do G20, a Cúpula Global de Ação Climática e a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 24).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247