Partido de Evo Morales diz que recorrerá contra cassação de candidatura

O Movimento para o Socialismo (MAS), partido de Evo Morales, anunciou na última sexta-feira (21), que vai recorrer contra a inabilitação da candidatura do ex-presidente para o cargo de senador, além de denunciar a órgãos internacionais o que considera ser uma perseguição

Evo Morales
Evo Morales (Foto: REUTER)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Diante desta ação ilegal, anunciamos o início de um processo criminal ordinário contra os membros do Supremo Tribunal Eleitoral que votaram a favor da inabilitação", disse o MAS em comunicado sobre a cassação da candidatura de Evo Morales ao Senado e a tentativa de "proscrever" seus candidatos.

A declaração anuncia uma "mobilização pacífica", embora vários líderes partidários afirmem que a primeira opção são os recursos, e não os protestos.

A inabilitação da candidatura de Morales para senador do MAS na região de Cochabamba, na Bolívia, foi anunciada pelo órgão eleitoral, cujo presidente, Salvador Romero, disse ser uma decisão "inapelável".

No entanto, os advogados de Evo Morales disseram de Buenos Aires que recorrerão em instâncias bolivianas e internacionais.

As informações são da EFE.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247