Pequim: "caso Assange reflete a hipocrisia dos EUA e do Reino Unido"

"Esperamos e acreditamos que a justiça prevalecerá, e que a hegemonia e o abuso de poder não durarão para sempre", declarou o porta-voz da chancelaria chinesa Wang Wenbin

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Thomas Peter)


247 - A chancelaria chinesa criticou duramente a decisão do Reino Unido de autorizar a extradição para os Estados Unidos do fundador do WikiLeaks, Julian Assange. 

O porta-voz Wang Wenbin afirmou, na segunda-feira, 20, que o caso de Assange "é um espelho". "Reflete a hipocrisia dos EUA e do Reino Unido sobre a 'liberdade de imprensa'". 

Wenbin disse ainda que jornalistas são livres para expor outros países, "mas estão sujeitos a punições severas se exporem os EUA". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Todos os olhos estão voltados para o caso Assange. Esperamos e acreditamos que a justiça prevalecerá, e que a hegemonia e o abuso de poder não durarão para sempre", declarou o porta-voz. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email