Pequim pede vigilância pela manutenção da paz em torno do Mar do Sul da China

Os países banhados pelo Mar do Sul da China devem manter a vigilância contra as tentativas de forças externas causarem instabilidade na região, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China

Pequim pede vigilância pela manutenção da paz em torno do Mar do Sul da China
Pequim pede vigilância pela manutenção da paz em torno do Mar do Sul da China (Foto: © China Stringer Network / Reut)

247, com Diário do Povo - A declaração foi feita durante o 15º Encontro de Oficiais para a Implementação da Declaração de Conduta das Partes no Mar do Sul da China (DOC) e o 24º Encontro Conjunto do Grupo de Trabalho para a Implementação do DOC, realizados entre 25 e 27 de junho, em Changsha, na província chinesa de Hunan, segundo Lu Kang.

Durante o encontro, os participantes afirmaram que iriam continuar a insistir na resolução pacífica das disputas no Mar do Sul da China através das negociações, da manutenção do controle sobre as diferenças através de um enquadramento regulatório regional, do incremento da confiança e da prevenção de acidentes no mar pela via da cooperação e manutenção conjunta da paz e estabilidade na região.

"A partir dos resultados da conferência, pode-se também depreender que os países da região valorizam a situação de paz, estabilidade, cooperação e desenvolvimento", disse Lu Kang.

Lu disse que, a começar pelos seus próprios interesses, a China e outros países da região "valorizam a paz no Mar do Sul da China, a liberdade de navegação e a segurança mais do que quaisquer outros países de fora da região".

"Esperamos que estes países que não pertencem à região respeitem o que os países locais conseguiram ao nível da manutenção da paz e estabilidade regionais, dedicando-se à cooperação regional, desenvolvimento e prosperidade, sem causar problemas", concluiu.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247