Pesquisas para a produção da vacina cubana contra Covid-19 avançam

Cuba tem atualmente duas vacinas candidatas contra a Covid-19, a Soberana 01 e a Soberana 02, que já estão em estudos clínicos. Ambas as fórmulas usam proteína viral como antígeno, contêm componentes que aumentam a resposta imune e são baseadas em fórmulas aprovadas para uso em humanos

Segunda vacina cubana contra o coronavírus
Segunda vacina cubana contra o coronavírus
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Desenvolvidas pelo Finlay Vaccine Institute de Havana, as candidatas cubanas para a vacina contra a Covid-19 estão em estudos clínicos. Elas  são baseados em um processo comum que é a obtenção do antígeno viral e a diferença mais notável entre as duas é que a Soberana 02 é uma vacina conjugada, em que o antígeno do vírus se liga quimicamente ao toxóide tetânico, de acordo com o instituto.

O diferencial da Soberana 02 constitui uma inovação sem precedentes dentro dos 249 projetos de vacinas que estão sendo realizados no mundo. Os especialistas do Instituto Finlay relatam que as vacinas conjugadas têm duas particularidades: induzem imunidade duradoura e os anticorpos gerados protegem contra a doença e previnem a colonização da orofaringe de pessoas vacinadas.

Os resultados da Soberana 01 são esperados para janeiro de 2021. Embora nenhuma reação adversa ou efeitos graves tenham sido observados até agora, o desempenho do ensaio e o processamento das amostras ainda precisam ser avaliados para ver se os anticorpos são realmente gerados. Por isso, a equipe de trabalho prevê que a população seja vacinada ainda no primeiro semestre do próximo ao, informa a Sputnik.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247