Povo chileno celebra com protestos o dia mundial dos direitos humanos

Em meio a denúncias e protestos sobre excessos policiais contra o movimento social e com o próprio presidente da República, Sebastián Piñera no alvo de uma acusação de violação constitucional por uso da violência contra manifestantes, o Chile rememora nesta terça-feira (10) o dia mundial dos direitos humanos

Repressão no Chile
Repressão no Chile (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Prensa Latina - O Chile está no centro das atenções no momento em que se comemora o dia mundial dos dieitgos humanos. 

Numerosos relatórios relataram violações flagrantes e sistemáticas dos direitos humanos, devido ao assassinato de 25 manifestantes e ao ferimento de mais de três mil pessoas, muitas delas ainda em estado grave.   

O número de feridos inclui, de acordo com dados do Instituto Nacional de Direitos Humanos, 300 pessoas com lesões oculares graves.   

Da mesma forma, foram registradas mais de 700 ações na justiça desde o início das mobilizações populares em 18 de outubro, entre as quais 544 correspondem a denúncias de tortura e tratamento cruel e 108 a violência sexual.   

O movimento social propôs mais uma vez denunciar essa situação e, para isso, realiza-se nesta terça-feira (10) uma manifestação de protesto contra io governo por violar os direitos humanos.  

A reivindicação básica da manifestação será justiça e reparação para as vítimas de tais violações, medidas efetivas pelas autoridades para que fatos dessa magnitude não se repitam e que os responsáveis ​​sejam processados.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247