Presidente da Colômbia oferece ajuda para combater incêndios na Amazônia

Por meio de sua conta no Twitter, Iván Duque ofereceu ajuda aos "países irmãos" para cuidar dos "pulmões do mundo".

Presidente Iván Duque em sua posse
Presidente Iván Duque em sua posse (Foto: Marco Miranda/Presidencia de la República)

Sputnik - "A tragédia ambiental na Amazônia não tem fronteiras e deve chamar a atenção de todos. Do Governo Nacional, oferecemos aos nossos países irmãos o nosso apoio para trabalhar juntos para uma finalidade urgente: proteger os pulmões do mundo", disse Duque através da sua conta do Twitter.

Embora os incêndios florestais sejam comuns na Amazônia durante a estação seca, boa parte dos que estão acontecendo neste momento ocorrem devido ao desmatamento produzido na área afetada.

Um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), com base em dados do INPE, revelaram que o Brasil vive a maior onda de queimadas dos últimos cinco anos. Desde o início do ano até o dia 18 de agosto, foram registrados 71.497 focos de incêndio, número 82% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), um dos sistemas mais usados para monitorar o desmatamento da Amazônia, relatou que nos últimos 12 meses houve um aumento de 15% da área desmatada em relação ao período anterior.

Os dados foram divulgados na semana passada pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que é responsável pelo SAD, e avaliou o desmatamento no período entre agosto de 2018 e julho de 2019.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247