Presidente sul-coreano diz que cúpula conjunta com Coreia do Norte e EUA é possível

"Uma cúpula Coreia do Norte-EUA seria um evento histórico em si mesmo após uma cúpula intercoreana", disse Moon Jae-in na residência presidencial em Seul após uma reunião preparatória para a cúpula entre as duas Coreias; "Dependendo da localização, pode ser ainda mais importante. E dependendo do progresso, pode levar a uma cúpula de três partes entre a Coreia do Sul, a Coreia do Norte e os Estados Unidos"

Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, em Seul 01/03/2018 REUTERS/Kim Hong-Ji
Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, em Seul 01/03/2018 REUTERS/Kim Hong-Ji (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SEUL (Reuters) - O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse nesta quarta-feira que uma cúpula de três partes com a Coreia do Norte e com os Estados Unidos é possível, e que as conversas devem buscar um fim à ameaça nuclear na península coreana.

Moon está planejando uma reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, para o próximo mês após uma série de atividades diplomáticas na Ásia, Europa e Estados Unidos. O presidente dos EUA, Donald Trump, também disse que se encontrará com Kim no final de maio.

"Uma cúpula Coreia do Norte-EUA seria um evento histórico em si mesmo após uma cúpula intercoreana", disse Moon na residência presidencial em Seul após uma reunião preparatória para a cúpula entre as duas Coreias.

"Dependendo da localização, pode ser ainda mais importante. E dependendo do progresso, pode levar a uma cúpula de três partes entre a Coreia do Sul, a Coreia do Norte e os Estados Unidos", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247