Propostas chinesas promovem união e cooperação da Organização para Cooperação de Xangai

O líder chinês reiterou que os últimos 20 anos foram o período em que a Organização para Cooperação de Xangai experimentou um desenvolvimento próspero e os países membros mantiveram frutífera cooperação

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

Rádio Internacional da China - Na 21ª reunião do Conselho de Chefes de Estado da Organização de Cooperação de Shanghai (OCX) realizada por videoconferência na última sexta-feira (17), o presidente chinês, Xi Jinping, apresentou as propostas do país para o desenvolvimento no futuro do mecanismo.

O líder chinês reiterou que os últimos 20 anos foram o período em que a OCX experimentou um desenvolvimento próspero e os países membros mantiveram colaborações frutíferas de ganha-ganha. Nestas duas décadas, a organização sempre se ateve ao Espírito de Xangai, que realça “confiança mútua, benefício compartilhado, igualdade, consulta, respeito às diversas civilizações e busca pelo desenvolvimento comum”.

Os países membros trabalharam em conjunto para promover a confiança política mútua, salvaguardar a segurança e a estabilidade, promover a prosperidade e o desenvolvimento e cumprir a justiça internacional. Desta forma, as nações integrantes dedicaram-se à paz, ao desenvolvimento mundial e às causas para o progresso da humanidade e realizam esforços exploratórios de teorias e práticas para o estabelecimento de um novo modelo de relações internacionais, assim como a construção da comunidade com futuro compartilhado para a humanidade.

PUBLICIDADE

Xi Jinping disse que a OCX deve seguir um caminho de união e cooperação, segurança conjunta, abertura e interconexão, aprendizagem mútua e de justiça. Esta afirmação não só indicou uma direção para o desenvolvimento futuro da organização, como também mostrou a atitude responsável da China para a estabilidade e a prosperidade da região e do mundo.

O professor da Universidade de Jornalismo e Comunicação do Uzbequistão, Tursunali Kuziev, disse que as propostas de Xi Jinping são muito importantes e injetam muito vigor para a OCX.

PUBLICIDADE

Atualmente, a tarefa mais urgente é a luta contra a pandemia. Xi Jinping ressaltou na ocasião a importância da justiça na distribuição das vacinas e anunciou que a China vai acelerar o fornecimento de dois bilhões de doses de imunizantes para o mundo inteiro. Ao mesmo tempo, o país se opõe firmemente à politização do novo coronavírus.

Além disso, a China lançou novas propostas para continuar facilitando o comércio com os países membros da OCX.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email