Possível embaixador, Eduardo Bolsonaro quer promover maior fórum mundial da extrema-direita no Brasil

Eduardo Bolsonaro quer promover maior fórum mundial da extrema-direita no Brasil, aproximando o país dos regimes neofascistas. Ele anunciou nesta quarta-feira (14) a realização em São Paulo no mês de outubro de uma reunião da CPAC (Conferência de Ação Política Conservadora), um evento de direita em que pretende reunir expoentes desse campo político norte-americano e mundial.

(Foto: Paola De Orte/Agência Brasil)

247 - O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do ocupante do Palácio do Planalto e pretendente ao posto de embaixador do Brasil nos Estados Unidos,  anunciou nesta quarta-feira (14) a realização em São Paulo no mês de outubro de uma reunião da CPAC (Conferência de Ação Política Conservadora), o mais tradicional evento de direita nos Estados Unidos. 

A informação é do jornalista Ricardo Della Coletta da Folha de S.Paulo. A conferência ocorrerá nos dias 11 e 12 de outubro em São Paulo.   

"É com grande satisfação que após meses de trabalho anunciamos que o maior evento conservador do mundo, CPAC, será realizado pela primeira vez no Brasil", escreveu o deputado.  "Em breve divulgaremos grandes nomes da direita mundial que se farão presentes", concluiu. 

O CPAC é uma conferência que ocorre todos os anos nos Estados Unidos, organizada pela União Conservadora Americana.   

O Brasil vai, assim, sob o governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, convertendo-se numa subsede da direita mundial.   

Segundo o jornal, as reuniões do CPAC nos Estados Unidos costumam receber as principais vozes do conservadorismo naquele país. O presidente Donald Trump foi o orador de honra de todas as edições anuais desde que chegou à Casa Branca.   

O plano de Eduardo Bolsonaro é internacionalizar o CPAC.  

Jair Bolsonaro deve participar do encontro em São Paulo, segundo informa seu filho, que também pretende trazer ao Brasil "algumas personalidades de alto escalão do governo Trump".  

Antecipando o que seria seu papel se for indicado embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Eduardo Bolsonaro tem se colocado como o principal pupilo e interlocutor das ideias conservadoras de Trump na América do Sul.   Em dezembro do ano passado, ele ajudou a organizar a Cúpula Conservadora das Américas, que reuniu expoentes do então governo eleito de Bolsonaro e ideólogos conservadores.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247