Putin defende igualdade de direitos em conversa com Donald Trump

Presidente russo, Vladimir Putin, conversou por telefone com o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, nesta segunda-feira, 14; segundo o Kremlin, Putin afirmou o compromisso da Rússia de defender um diálogo construtivo com a nova administração em Washington, baseado em direitos iguais e respeito mútuo; "Durante a conversa, Putin e Trump não apenas concordaram em abordar o estado ruim das relações russo-americanas, mas também falaram em favor de um trabalho conjunto ativo para a normalização dessas relações, na direção de uma cooperação construtiva em uma série de questões"

Presidente russo, Vladimir Putin, conversou por telefone com o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, nesta segunda-feira, 14; segundo o Kremlin, Putin afirmou o compromisso da Rússia de defender um diálogo construtivo com a nova administração em Washington, baseado em direitos iguais e respeito mútuo; "Durante a conversa, Putin e Trump não apenas concordaram em abordar o estado ruim das relações russo-americanas, mas também falaram em favor de um trabalho conjunto ativo para a normalização dessas relações, na direção de uma cooperação construtiva em uma série de questões"
Presidente russo, Vladimir Putin, conversou por telefone com o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, nesta segunda-feira, 14; segundo o Kremlin, Putin afirmou o compromisso da Rússia de defender um diálogo construtivo com a nova administração em Washington, baseado em direitos iguais e respeito mútuo; "Durante a conversa, Putin e Trump não apenas concordaram em abordar o estado ruim das relações russo-americanas, mas também falaram em favor de um trabalho conjunto ativo para a normalização dessas relações, na direção de uma cooperação construtiva em uma série de questões" (Foto: Aquiles Lins)

Agência Sputnik - O Kremlin informou que o presidente russo, Vladimir Putin, conversou por telefone com o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, nesta segunda-feira, afirmando o compromisso da Rússia de defender um diálogo construtivo com a nova administração em Washington, baseado em direitos iguais e respeito mútuo.

Em nota, o governo russo disse que Putin parabenizou mais uma vez Donald Trump por sua vitória na eleição americana e desejou sucesso na implementação do programa defendido em sua campanha.

"Durante a conversa, Putin e Trump não apenas concordaram em abordar o estado ruim das relações russo-americanas, mas também falaram em favor de um trabalho conjunto ativo para a normalização dessas relações, na direção de uma cooperação construtiva em uma série de questões".

Ainda de acordo com o Kremlin, é importante relembrar que EUA e Rússia celebram, em 2017, 210 anos de relações diplomáticas, "o que, por si só, deveria estimular o retorno a uma cooperação pragmática e mutuamente benéfica", no melhor interesse dos "dois países e da estabilidade e segurança em todo o mundo".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247